© 2017 por Mulato Bamba Produção Musical.

AFRO-SAMBAS

Depois do sucesso em 2013, a dupla Marcos Sacramento e Zé Paulo Becker reedita os Afro-Sambas de Vinicius e Powell no show "Saravá". A dupla interpreta na íntegra o LP ‘Afro-Sambas’, clássico de Vinicius em parceria com Baden Powell, lançado em 1966 e considerado um marco por sua fusão de elementos da música africana com o samba. Apesar de ter regravado o álbum em 1990, novamente acompanhado pelo Quarteto Em Cy, que participou também no LP original, Baden renegou a obra a certa altura de sua vida — por ter se convertido à religião evangélica.

Zé Paulo Becker e Marcos Sacramento são nomes de uma geração de músicos talentosos que despontou há alguns anos na chamada revitalização da Lapa. Violonista de talento reconhecido, em carreira solo ou com o Trio Madeira Brasil, com 11 discos gravados e a experiência de ter tocado e gravado com nomes como Ney Matogrosso, Elza Soares entre outros, Becker sabe do desafio que é recriar o ‘Afro-Sambas’, e ressalta que o violão brasileiro não para de revelar novos nomes: “Baden foi importantíssimo, pois foi quem levou o violão brasileiro mais longe e se destacou como um grande compositor popular”, derrete-se.

Marcos Sacramento é intérprete notório de vários sambas, mas seu repertório é amplo e abrange várias bossas brasileiras. Sobre Sacramento por Ruy Castro: “Não há nada que ele não possa cantar. Seu domínio é absoluto quando solta a voz e, se quiser, se adianta e se atrasa, faz recitativo ou breque, muda de tom no meio de uma palavra e aterrissa com perfeição na última sílaba, tudo isto com o maior balanço. Não é apenas um sambista perfeito, mas um cantor completo.”

O show tem arranjos e direção musical de Zé Paulo Becker. 

Trecho do show apresentado no 54o Festival Villa-Lobos, em novembro de 2016.