© 2017 por Mulato Bamba Produção Musical.

TODO MUNDO QUER AMAR

          “Todo mundo quer amar, um álbum que celebra as parcerias. Canções que nasceram nas mãos de Zé Paulo Becker e na pena de Paulo César Pinheiro para ganhar vida no violão de Zé Paulo e na voz de Marcos Sacramento. Três vértices da cultura brasileira formando um trio de grandes – e múltiplos - talentos. A ideia original de Zé Paulo era registrar algumas composições inéditas para colocar na internet. Produção entre amigos logo pensou na voz de Sacramento, convite imediatamente aceito. A seleção inicial, feita pelos dois, tinha um forte traço em comum: todas tinham letra com a assinatura de Paulo César Pinheiro. Ali nascia a ideia de um disco. Músicas de amor. Todas as 14 canções falam sobre o sentimento em tons variados. O tema universal é terreno fértil para o hábil letrista criar novas poesias. E elas chegam nas formas livres de sambas e suas vertentes. “Escuta o samba, chega pro samba, entra no samba, vem”, convidam de cara com intimidade e propriedade. Essas credenciais os três conhecem bem, estão em casa. Seja em arranjos que juntam uma verdadeira orquestra popular ou no intimismo da voz, do violão e do piano. Marcos Sacramento é intérprete notório de vários sambas, mas seu repertório é amplo e abrange várias bossas brasileiras. Virtuose no violão, Zé Paulo Becker foi conquistado pela linguagem da música popular enquanto planejava se dedicar a um repertório erudito. Paulo César Pinheiro é poeta nato, compositor compulsivo, acumulando um dos maiores – e melhores – acervos de letra.

          Todo mundo quer amar traz o samba popular em linhagem sofisticada. A poesia precisa de Paulo César, o violão elegante de Zé Paulo e a interpretação explosiva de Sacramento: um encontro que não tem chance de erro e nem dúvidas. “Moço com molejo e moça com cintura bamba / E quem é de fora até pára para admirar”. A gente samba junto.”

Por Beto Feitosa

EPK do álbum Todo Mundo Quer Amar.